O QUE É VAPING?

Um hábito que tem conquistado cada vez mais pessoas ao redor do mundo e, também, no Brasil, é o vaping. Ele corresponde a uma forma diferenciada de fumar e, de quebra, é muito menos agressivo à saúde do que os cigarros convencionais.

Ele se utiliza de produtos que suprem a necessidade de nicotina e, também, não geram lixo constante ou mesmo fumaça de mau odor típica do cigarro. Confira, abaixo, maiores detalhes do que é Vaping!

Entenda o que é Vaping, hábito que conquista cada vez mais brasileiros

Vaping nada mais é que o uso de dispositivos vape, que, por sua vez, são espécies de cigarros eletrônicos utilizados para tragar sem que, para isso, sejam utilizados cigarros convencionais.

Assim, o vaping corresponde ao ato de inalar o vapor que sai dos vapes, vaporizadores ou cigarros eletrônicos. Os usuários dessas ferramentas, por outro lado, são os vapers.

Esses usuáros, por sua vez, são diversos e o usam por diversos motivos. Dentre os vapers estão, por exemplo, aqueles que buscam parar de fumar ou, ainda, diminuir o consumo do cigarro convencional.

Mas como funcionam os aparelhos que permitem a prática do vaping e por que eles são mais benéficos à saúde, afinal? Isso se justifica pelo fato de que eles são aparelhos que não causam a queima do material utilizado. Dessa forma, o que eles produzem é vapor, e não fumaça, que é justamente quem prejudica a saúde.

Dessa forma, muitas pessoas se tornam vapers diante do fato de que o vaping é menos prejudicial por vaporizar em lugar de queimar.

Contudo, para que a experiência de vaping se torne completa, segura e prazerosa, é necessário que o usuário também tenha cuidado ao escolher qual será o vaporizador utilizado.

Principais vantagens do Vaping

Listamos algumas das principais vantagens do Vaping em substituição do cigarro e, também, porque eles são uma boa opção para quem quer uma nova experiência.

  • Não compromete o olfato e o paladar: Infelizmente, o cigarro tradicional tende a alterar negativamente os sentidos ligados ao olfato e ao paladar, diferentemente dos vaporizadores, que não prejudicam a saúde neste âmbito;
  • Não causa escurecimento dos dentes, inflamação das gengivas e mau hálito: outro mal causado pelo cigarro convencional diz respeito às conseqüências causadas à saúde da boca. O vaporizador, contudo, não causa isso;
  • Não causa envelhecimento da pele: As células do rosto e a formação de radicais livres, que causam o envelhecimento da pele, também não são afetadas pelos vaporizadores, diferentemente dos cigarros convencionais;
  • Não deixa mau cheiro na pessoa que fuma e no ambiente em seu redor: Uma das grandes reclamações dos fumantes convencionais é do cheiro que impregna em roupas e ambientes, não só deles, mas também de quem está no entorno. Esse problema, contudo, é eliminado pelo vaporizador;
  • Não compromete o fôlego: o vaporizador também não tende a levar à falta de ar, ou seja, à perda de fôlego;
  • Não causa pigarro e tosse crônica: além de não causar aquela tosse interminável e seca, como a crônica, os vaporizadores também não levam à formação de muco na garganta e pulmões;
  • Não provoca doenças relacionadas com o cigarro tradicional: pneumonia, infarto do miocárdio, bronquite crónica, enfisema pulmonar, derrame cerebral, trombose, úlcera digestiva, impotência sexual, etc.;
  • Não expõe outras pessoas aos riscos do fumo do tabaco: os vaporizadores não tornam as pessoas que rodeiam o fumante em fumantes passivos, em razão da não emissão de fumaça tóxica.

Torne sua experiência vaping melhor

Para que sua experiência vaping seja marcante e completa, deve-se ter em mente que um vaporizador é ideal par substituir o cigarro convencional e que a escolha da ferramenta faz toda a diferença.

Nesse sentido, indicamos sempre pesquisar, com antecedência, a procedência dos produtos, assim como experiências de outras pessoas que já adquiriram os produtos.

Para isso, portanto, é possível pesquisar em redes sociais e, também, no próprio Google, que pode ser útil ao apresentar comentários e avaliações da empresa pelos usuários.

Além disso, sendo diversas as possibilidades de produtos, pesquise, também, quais deles possuem mais elogios de clientes da empresa, o que pode ser feito da mesma forma como a busca sobre a índole de quem comercializa os produtos.

Principais produtos para Vaping

Confira, abaixo, os principais produtos que podem ser úteis aos vapers em suas experiências. Eles são oferecidos por diversas marcas e em diversos modelos.

Vaporizador

O vaporizador é indispensável para o exercício do vaping, isso é óbvio. Portanto, é ele que deve ser o centro da atenção na hora da escolha.

O vaporizador é composto pelas seguintes peças:

  • Bateria: Corresponde à fonte de alimentação do equipamento, o que dispensa, portanto, o uso de fogo (isqueiro, por exemplo) para que seja possível fumar, como é o caso dos cigarros tradicionais;
  • Atomizador: Essa peça, por sua vez, é a responsável por aquecer o líquido que será depositado no vaper e, então, expelir o vapor que o usuário inala e exala;
  • Tanque ou cartomizador: Esses, por outro lado, são os responsáveis por coletar o líquido e levá-lo até a área em que ele é aquecido e, então, emitirá o vapor;
  • E-líquido: Por fim, está o e-líquido ou “e-juice”, podendo, também, ser chamados simplesmente de líquido ou juice. Ele é a base quem contém sabor e nicotina podendo, inclusive, ser livre de nicotina.

Juices

Conforme dito acima, os Juices são parte essencial para o ato de vaping, pois são eles que permitem que o vapor seja expelido e tragado pelo usuário.

Além da sua variedade quanto à contenção ou não de nicotina, eles também são comercializados com sabores diversos. Dentre os principais estão morango, baunilha, melão, banana, maçã verde e outros.

Eles também são comercializados em tamanhos diversos.

Para garantir a sua escolha ao adquirir um juice para seu vaporizador, leve em consideração, também, o grau de nicotina que ele contém, com base no seu consumo e interesse.

Assim, existem as categorias ultra-leve, que possuem de 3 a 6 mg de nicotina em um juice de 60 ml. O médio, por outro lado, contém de 9 a 12 g para essa quantidade de juice, enquanto o  regular  possui de 14 a 18 mg e, por fim, a forte possui 24 mg para cada 60 mililitros do líquido.

Por outro lado, os líquidos que não possuem nicotina têm 0 miligramas de nicotina, não havendo, portanto, necessidade de existência mínima da substância no juice.

A diferença dentre as quantidades é que quanto mais forte o nível de nicotina, também maior será a sensação do fumo e, consequentemente, mais sensação de saciedade em relação à vontade de fumar.

Todas essas informações sobre a quantidade de nicotina, aliás, estão na embalagem do produto, assim como na descrição deles em lojas on-line que o comercializa.

Acessórios

Por fim, outros produtos que podem tornar a sua experiência de vaping ainda mais legal são os acessórios para tal.

A maioria dos vaporizadores permite a troca de peças. Portanto, é possível comprar as peças que o compõem e, em caso de deterioração das originais, trocá-las e, assim, garantir maior vida-útil do seu aparelho.

Além disso, diversas lojas do ramo também comercializam pequenas ferramentas que permitem ao consumidor abrir o vaporizador e fazer a troca das peças ou, ainda, personalizá-lo em uma experiência diferente. Dentre essas peças estão bobinas e, principalmente, baterias.

Em relação às baterias, também existem carregadores portáteis destinados justamente aos vaporizadores. Eles são semelhantes àqueles utilizados para celulares e são muito práticos a quem quer utilizar o vaporizador ao ar livre ou ao longo de um dia longe de tomadas.

Também, existem diversas bolsas que são destinadas justamente a levar seu vaporizador aonde você quiser. Elas são discretas e, geralmente, possuem um compartimento destinado ao vaporizador e outro ao juice.

Esses são, portanto, os principais acessórios e produtos que um iniciante na arte do vaping deve ter para aprimorar ainda mais a experiência.